Sarney não vê ameaça de retrocesso

A Folha foi perguntar a José Sarney se ele via “ameaça de retrocesso” no segundo turno presidencial entre Jair Bolsonaro e Fernando Haddad.

O ex-presidente mandou ao jornal, em resposta, uma nota em que diz que “o Brasil é hoje uma democracia consolidada e irreversível”.

“Qualquer que seja o resultado das urnas, todas as perturbações da eleição serão superadas”, sentenciou.

Foi declarada a guerra do 2º turno, que definirá também o curso da Lava Jato. Saiba mais AQUI

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

Ler mais 35 comentários
    1. Isso, Saade.ja está arrumando uma boquinha pros filhotes espancadores de mulheres, a filhinha graciosa, o ex-(?)genro corrupto, o cunhado da filha já indiciado. Se gritar pega ladrao….

    2. Ilusão sua, equilibrado coisa nenhuma. Perdeu tudo no Maranhão e vai tentar se agarra no governo federal. Faz isso a décadas.

  1. José Sarney está tão esclerosado que já confunde democracia com cleptocracia, aliás, este regime cleptocrata foi obra do governo dele, afinal, “é dando que se recebe” ou ‘toma lá, da cá”.

  2. Não é necessário a opinião de políticos citados na lava jato ou investigados, o POVO BRASILEIRO, deu mostras mais que suficientes de MATURIDADE, nas ultimas manifestações pro BOLSONARO.

  3. SÓ ESQUECEU, QUE O PT PODE ACABAR COM A LAVA JATO!! A Democracia realmente não corre risco, isso é apenas uma desculpa para não analisar outras questões como economia e combate a CORRUPÇÃO. #PT

  4. O maior retrocesso é essa múmia sarnenta está viva e o maior de todos é ainda existir veículos de imprensa que vão atrás de múmia, seja no Maranhão, seja na cadeia em Curitiba.