SARNEY PEDIU VARREDURA ATÉ EM ESCRITÓRIO PARTICULAR

O inquérito da Operação Mértis, obtido por O Antagonista, registra pedido de José Sarney para que a Polícia do Senado fizesse varredura até em seu “escritório particular” no Setor Hoteleiro Norte.

“À época, José Sarney já não era mais ocupante do cargo efetivo de senador da República, tampouco desempenhava quaisquer atividades parlamentares.”

A PF registra a devoção de Pedro Ricardo por Sarney e sua mulher, dona Marly. “Era apenas um técnico legislativo com formação em contabilidade. Até que, em 2005, foi promovido ao posto de diretor da Polícia do Senado”.

Faça o primeiro comentário