Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Saúde avalia comprar 15,7 milhões em preservativos da Precisa

Empresa é investigada pela CPI da Covid por suspeitas de fraude na negociação para venda de 20 milhões de doses da vacina indiana Covaxin
Saúde avalia comprar 15,7 milhões em preservativos da Precisa
Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado

O Ministério da Saúde avalia fechar com a Precisa Medicamentos a compra de um lote de 10 milhões de preservativos femininos, por R$ 15,7 milhões. A empresa é alvo da CPI da Covid por suspeitas de irregularidades na negociação da vacina indiana Covaxin.

Segundo a Folha, trata-se da segunda etapa de um acordo feito em 2020. Metade da compra já foi concluída e o lote entregue, ainda que com atraso.

“A nova aquisição estava encaminhada dentro do ministério, mas travou por causa do avanço das apurações no Senado. Apesar de parecer favorável da área técnica, a cúpula da Saúde agora avalia se vale a pena o desgaste de fechar novo contrato no momento em que a empresa está sob holofotes, ainda que as suspeitas mais fortes não atinjam o contrato dos preservativos.”

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO