Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Saúde diz que deve parar de usar Coronavac por "baixa efetividade"

Em manifestação enviada à CPI da Covid, a pasta também citou a falta de autorização para uso como dose de reforço
Saúde diz que deve parar de usar Coronavac por “baixa efetividade”
Foto: Gustavo Mansur/ Palácio Piratini

Em documento enviado à CPI, o Ministério da Saúde afirmou nesta quinta-feira (7) que pode descontinuar o uso da Coronavac devido à “baixa efetividade” do imunizante em pessoas com mais de 80 anos.

A pasta citou o fato de a vacina ainda não ter sido autorizada para uso como dose de reforço e a ausência de registro definitivo da Anvisa.

“A razão sobre a possível descontinuidade da vacina CoronaVac no ano de 2022 está diretamente relacionada com a condição de sua avaliação pela Anvisa. Até o presente momento, a autorização é temporária de uso emergencial, que foi concedida para minimizar, da forma mais rápida possível, os impactos da doença no território nacional.”

Na terça-feira (5), os senadores da comissão deram o prazo de 48 horas para que o ministério explicasse o abandono da Coronavac em 2022.

“Além do fato de estudos demonstrarem a baixa efetividade do imunizante em população acima de 80 anos; discussões na Câmara Técnica que não indicaram tal imunizante como dose de Reforço ou Adicional – conforme NT SECOVID, assim, no atual momento, só teria indicação como esquema vacinal primário em indivíduos acima de 18 anos”, disse o Ministério da Saúde.

Mais notícias
TOPO