ACESSE

Saúde poderia ter recomendado uso de máscara antes, diz Gabbardo

Telegram

Ex-número dois do Ministério da Saúde e hoje trabalhando para o governo paulista, João Gabbardo disse em entrevista ao UOL que a pasta poderia ter recomendado mais cedo o uso de máscaras.

“Quando o primeiro caso foi confirmado no Brasil, tivemos uma reunião importante no ministério. A decisão foi ser transparente e comunicar para a nação o que estava acontecendo, apresentar números, dúvidas e desconhecimento em determinadas situações”, afirmou o médico.

“A gente não errou, mas poderíamos ter feito algumas coisas que foram feitas posteriormente. O exemplo prático era o uso da máscara. Seguimos a OMS, que dizia que ela não era relevante. Hoje, teríamos iniciado o uso de máscara como barreira física para reduzir possibilidade da transmissão de forma mais precoce”, acrescentou Gabbardo.

O médico reconheceu ainda que houve demora para a aquisição de respiradores e equipamentos de proteção individual.

Leia também: Lições da gripe espanhola de 1918 para hoje a pandemia de hoje

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 21 comentários