ACESSE

"Se a gente não segurar essa fronteira, vai ser um desastre em Roraima"

Telegram

O senador Mecias de Jesus (Republicanos) disse a O Antagonista que o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, é favorável ao fechamento das fronteiras em Roraima, para tentar minimizar a proliferação do novo coronavírus.

Mandetta, porém, afirmou ao parlamentar que é preciso uma autorização dos ministérios da Defesa e das Relações Exteriores.

Mecias já havia externado no fim de janeiro — veja aqui — a preocupação com a propagação do novo coronavírus pelas fronteiras de seu estado com a Guiana e a Venezuela: são, no total, 1.925 km de fronteira seca.

“É precisa criar barreiras para impedir ou diminuir a proliferação. No caso de Roraima, o mais correto é fechar as fronteiras. Nós precisamos que o governo brasileiro feche temporariamente e coloque ali um posto de triagem, de observação de sintomas. Se a gente não segurar essa fronteira, vai ser um desastre em Roraima.”

Guiana e Venezuela têm péssimos sistemas de saúde.

Em Lethem, cidade da Guiana Inglesa que faz fronteira com o Brasil, 95% dos empresários são chineses, acrescentou o senador.

Leia também: A suspeita de um plano de espionagem no Planalto?

Comentários

  • Maria -

    Fechem logo cambada! Se vcs não cuidarem da população quem vai cuidar. São pessoas simples que moram lá.

  • MARCO -

    Tanta mediocridade que confundi sua excrescêcia, senador, com deputado. Melhor ainda né senador. Qualquer coisa sempre tem um Einstein, um Copa D'Or e afins p lhe atender atender. Nós ficamos no SUS.

  • MARCO -

    Mas que bom que o dep. pode contar com atendimento de 1ºmundo como prerrogativa do mandato. Privilégio este pago por nós que dependemos do SUS, sistema de 1º mundo também, né deputado?

Ler 12 comentários