ACESSE

"Se a PEC paralela vier com inclusão de estados e municípios, esquece"

Telegram

Marcelo Ramos, deputado que presidiu a comissão especial da reforma da Previdência, disse à Reuters que a Câmara dificilmente votará alguma proposta com grande impacto econômico até o fim do ano.

Para Ramos, a PEC paralela da Previdência não deve avançar na Câmara nem mesmo em 2020, ano de eleições municipais.

“Se a PEC paralela vier com inclusão de estados e municípios, esquece.”

E acrescentou:

“Se dependesse de mim —e eu vejo o presidente Rodrigo Maia muito sensível a isso também— é tentar usar esse resto de ano para aprovar pautas de combate a desigualdades sociais, para passar uma mensagem para a sociedade de que o ajuste fiscal tem sentido.”

Aliança Toffoli-Bolsonaro: Lava Jato deve ser maior prejudicada. LEIA AQUI

Comentários

  • EDUARDO -

    Isso, deputado! Seremos nós que vamos esquecer de vocês! Olhem pelo país, vagabundos!

  • SÉRGIO -

    Esse deputado é um palhaço pilantra

  • JOSE -

    Esse cara joga em vários lados. Farsante!

Ler 29 comentários