Se Bolsonaro não prorrogar GLO, governadores devem enviar PMs ao Ceará

Governadores de pelo menos quatro estados, liderados por Flávio Dino, do Maranhão, estudam a possibilidade de enviar policiais militares para o Ceará caso Jair Bolsonaro não prorrogue a Garantia da Lei e da Ordem (GLO) no estado.

“Há um movimento para cooperar”, disse Dino, do PCdoB, à Folha.

Além do Maranhão, o Rio de Janeiro de Wilson Witzel, a Bahia de Rui Costa e o Piauí de Wellington Dias devem enviar tropas da PM.

Witzel, como se sabe, hoje é adversário de Bolsonaro. Rui Costa e Wellington Dias são petistas.

Camilo Santana, governador do Ceará, também é do PT.

Comentários

  1. Aarnaldo disse:

    UXVlIGZvZm8hIHNvYiBxdWUganVyaXNkaefjbyBhdHVhcuNvIGVzdGFyIGZvcudhcyBtaWxpdGFyZXMgZW0gb3V0cm9zIGVzdGFkb3M/IHBvZGVtIHBvcnRhciBhcm1hPyBwcmVuZGVyPyBlIHNlIGhvdXZlciBtb3J0ZXMgbm8gZW5mcmVudGFtZW50byA/IA==

    1. RGVpeGEgbWFuZGFyLCBkZXBvaXMgY29saGVtIG9zIGZydXRvcw==

  2. IIsmael disse:

    UmViZWxp428gPyBJbnN1cnJlaefjbz8gR29scGU/

  3. SSalete disse:

    RXNzZSBkaW5vIOkgb3V0cm8gZnJvdXhvIApGaWNhIGZhbGFuZG8gZGEgY2FzYSBkb3Mgb3V0cm9zIGUgYSBzdWEg6SB1bSBwdXRlaXJv

Leia mais comentários e dê a sua opinião

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.
Tempo de publicação: 4 minutos

AJUDA