ACESSE

"Se é liberdade de expressão, tem que valer para todo mundo", diz Bolsonaro

Telegram

Ao deixar o Palácio da Alvorada, Jair Bolsonaro respondeu a um de seus apoiadores que perguntou se o presidente pretendia processar quem o chama de “genocida”.

“Se o cara me chama de fascista, por exemplo, e eu processo e não acontece nada. Se eu chamo ele de fascista, levo R$ 20 mil no ombro. Não adianta, minha taxa de sucesso é próxima de zero”, afirmou Bolsonaro.

“E outra coisa: se é liberdade de expressão, tem que valer para todo mundo.”

Leia também: A 'insólita ameaça' de Bolsonaro na 'guerra' com o STF

Comentários

  • Orlando -

    Como são desorientados/amalucados esses q vão para o curralzinho defronte do Alvorada. Em vez de criticarem o psicopata pela sua insensibilidade anate a pandemia, preocupam-se com processos.

  • Tarcisio -

    Ué! É porque ele é fascista e o outro não é. Simples assim... Ou a culpa é do judiciário?

  • Rafael -

    O vitimismo só não é mais baixo que o do PT.

Ler 59 comentários