ACESSE

Se houver ilicitude, Onyx está fora, diz Mourão

Telegram

O vice-presidente eleito Hamilton Mourão disse que se for comprovada alguma “ilicitude” na conduta de Onyx Lorenzoni, o escolhido de Jair Bolsonaro para a Casa Civil deverá se afastar.

“Uma vez que seja comprovado que houve ilicitude, é óbvio que terá que se retirar do governo. Mas, por enquanto, é uma investigação”, disse o general em Belo Horizonte, relata o Estadão.

Onyx virou alvo de investigação no STF pela suspeita de receber R$ 200 mil de caixa 2 da JBS. Já disse que a apuração será uma “bênção, porque vai permitir que tudo se esclareça”.

 

 

Conheça as questões definidoras do futuro governo — e do Brasil AQUI

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 33 comentários