ACESSE

"Se o governo do Pará não fizer nada, é prevaricação", diz secretário sobre fazenda invadida

Telegram

O secretário especial de Regulação Fundiária do Ministério da Agricultura, Nabhan Garcia, disse a O Antagonista que já está em contato com o governador do Pará, Helder Barbalho, que, segundo ele, recebeu a ordem “para preservar a integridade física dos funcionários e patrimonial” da fazenda invadida a 50 quilômetros de Marabá por um grupo da União Nacional Camponesa (UNC), como mostramos há pouco.

“A fazenda, que é produtiva, não foi ocupada, foi invadida por uma organização criminosa. Movimento social não anda armado, não invade, não destrói. Isso é organização criminosa e não vai ter reforma agrária para esse tipo de gente. Para eles, vai ter é rigor da lei.”

Garcia acrescentou que o governo do Pará terá de identificar todos os invasores.

“Esse é o procedimento que vamos adotar daqui para frente. O governo terá de identificar esses invasores, que estão cometendo crimes. Se não fizer nada, é prevaricação.”

O fogo amigo contra o 'posto Ipiranga' de Bolsonaro. LEIA AQUI

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 112 comentários