ACESSE

“Se o presidente entrar nisso, ele começa capitão e termina refém”

Telegram

O ex-deputado Miro Teixeira disse para o Estadão que as iniciativas traçadas pelo Congresso para limitar o poder de Jair Bolsonaro não são uma retaliação ao presidente.

“O Congresso, neste caso, não pratica o ‘toma lá, dá cá’, mas exerce a boa iniciativa de recuperar uma prerrogativa que promova o equilíbrio entre os poderes.”

Para Miro, o fim do presidencialismo de coalizão ajudaria a melhorar a imagem do Congresso.

“No Brasil, isso [presidencialismo de coalizão] se transformou em cooptação. Se o presidente entrar nisso ele começa capitão e termina refém.”

CENSURA À IMPRENSA: A ESCURIDÃO REALMENTE PASSOU? Leia aqui

Comentários

  • Massaaki -

    Aplaudo o senador Miro. Tem total razão. Está certíssimo. E por que não acabar não só com a cooptação, mas trazer de volta o parlamentarismo monárquico. Seria um ganho em todos sentidos.

  • Antonio -

    O congresso precisa entender que acabou o toma la da ca e precisa comecat a leguslat uegwnte o brasil tem pressa a reforma nao pode esperar

  • UBIRATAN -

    Graças à Deus, o MITO está imunizado, vacinado, rezado e benzido contra qualquer MAL e tipo de CHANTAGEM e MALANDRAGEM vindas do Maia BOTAFOGO, do ASCOlumbre, do daputada Valdir e de QUALQUER UM!

Ler 135 comentários