Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

"Se o projeto do Podemos não serve, se for por falta de adeus, até logo"

Em entrevista a uma rádio, Alvaro Dias, líder do partido no Senado, comentou a presença de parlamentares alinhados ao governo Bolsonaro no projeto Moro
“Se o projeto do Podemos não serve, se for por falta de adeus, até logo”
Foto: Saulo Rolim / Sérgio Lima / Danilo Martins - Podemos

Em entrevista à Rádio Capital do Mato Grosso, mais cedo, Alvaro Dias (foto), líder do Podemos no Senado, foi questionado sobre a presença no partido de parlamentares alinhados com o governo Bolsonaro. O entrevistador citou os senadores Eduardo Girão e Marcos do Val e o deputado José Medeiros.

Sobre os senadores, Dias respondeu que os dois estiveram no evento de filiação de Sergio Moro e são “entusiastas” do projeto presidencial com o ex-juiz.

Já sobre Medeiros, que não participou dos encontros da bancada com Moro nem foi ao evento ontem, o senador disse:

“Com toda tranquilidade e respeito às convicções pessoais, como democrata, digo que a porta de entrada é também a porta da saída. Se o projeto do Podemos não serve, se for por falta de adeus, até logo. Se não é feliz onde se encontra, onde está, por favor, se despeça, faça esse favor.”

Alvaro Dias acrescentou que “nós não vamos admitir comportamentos que não sejam os de lealdade” e lembrou que, em março do ano que vem, será aberta a chamada janela partidária, quando deputados poderão trocar de legenda sem risco de punição.

“Não há nenhuma razão para permanecer infeliz. Vá carregar sua bandeira onde desejar. Mas dentro de casa, no Podemos, há um projeto. Sinceramente, não há nenhum problema: quem se apaixonou pelo Bolsonaro segue a sua paixão, mas há um lugar adequado para exercitar essa paixão. A nossa causa é outra.”

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....