ACESSE

Se o STF aprovar recurso nas Turmas, ninguém da Lava Jato será condenado

Telegram

Como O Antagonista ressaltou dias atrás, em setembro Dias Toffoli trocará de lugar com Cármen Lúcia. A nova composição da Segunda Turma anima a PGR a obter condenações de políticos envolvidos na Lava Jato.

Mas se o STF aprovar a possibilidade de recurso de decisões das Turmas – mesmo que por dois votos divergentes -, todas as condenações terão de ser rediscutidas no plenário.

Ocorre que, no caso da AP 470 (mensalão), os ministros também aprovaram a possibilidade de embargos infringentes de decisão de plenário em caso de quatro votos divergentes.

Ou seja, mais do que uma quinta instância, a Justiça passará a ter uma sexta instância — e vai ficar ainda mais fácil, dessa maneira, forçar a prescrição dos crimes.

É um acinte.

Comentários

  • GILMAR -

    POR FAVOR, FECHEM O STF. ESTA INSTITUIÇÃO NÃO EXISTE MAIS. VAMOS FECHAR O STF, ELE NÃO REPRESENTA O POVO BRASILEIRO. ESTA INSTITUIÇÃO SÓ REPRESENTA AS ORGANIZAÇÕES CRIMINOSAS. NÓS NÃO TEMOS MAIS PODER EXECUTIVO, PODER JUDICIÁRIO E LEGISLATIVO. AS FORÇAS ARMADAS PRECISAM AGIR JÁ. NÃO SUPORTAMOS MAIS. POR FAVOR FORÇAS ARMADAS ASSUMAM O PODER JÁ.

  • MILITARES -

    Começando a acreditar que deve ser melhor mesmo do que essa baderna, esse monte de distorções jurídicas, especialmente formuladas para a preservação de impunidades. É um nível sofrível! É lamentável!

  • Congressista -

    Qual a dificuldade em punir criminosos nesse país?

Ler 137 comentários