ACESSE

Secom diz que campanha publicitária da reforma da Previdência teve "99,5% de assertividade"

Telegram

O secretário de Comunicação da Presidência, Fábio Wajngarten, organizou uma coletiva de imprensa para rebater uma reportagem de O Globo que mostrou que 2,065 milhões de anúncios pagos pela Secom foram direcionados para sites de notícias falsas e com conteúdos pornográficos.

Os anúncios faziam parte da campanha publicitária da reforma da Previdência e, segundo Wajngarten, foram direcionados pela plataforma Adsense, da Google.

O chefe da Secom afirmou que a campanha contou com 400 milhões de anúncios veiculados.

“O total de anúncios servidos, ou seja, entregues para a campanha da nova previdência foi de aproximadamente 400 milhões. Em se confirmando esse número de 2 milhões, nós estamos falando de uma assertividade de 99,5% na comunicação da Secom.”

 

Leia também: EXCLUSIVO: MORO ATACA

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 6 comentários