Secom diz que jamais aceitará financiar 'mídia ideológica'

A Secom, de Fabio Wajngarten, divulgou uma nota para contestar reportagem de O Globo segundo a qual Santos Cruz foi demitido porque se recusou a financiar blogs e sites bolsonaristas.

De acordo com a reportagem do jornal carioca, Wajngarten “quer promover esses blogueiros e sites, distribuir recursos”. O secretário negou e disse que “jamais aceitaria esse tipo de mídia ideológica”.

Leia a íntegra da nota:

“A Secretaria Especial de Comunicação Social informa que nunca existiu nenhum plano de financiamento de sites e blogs. O secretário Fabio Wajngarten disponibiliza, desde já, sua agenda pública para que se possa constatar se algum site ou blogueiro foi recebido com esse intuito ou qualquer outro tema relacionado.

Pelo contrario: como profissional de mídia reconhecido pelo mercado, Fabio Wajngarten assumiu que jamais aceitaria esse tipo de mídia ideológica.

Vale lembrar que, em discurso durante evento de lançamento da campanha da Nova Previdência, o secretário afirmou que voltaria a investir em todos os tipos de veículos (tradicionais e digitais), respeitando os critérios de mídia técnica, comprovados e atestados por pesquisas de mercado. O plano de mídia da Nova Previdência é a maior comprovação dessa tecnicidade.

Infelizmente, o jornal O Globo não procurou a Secom antes de publicar tamanha inverdade, numa fantasiosa narrativa conhecida hoje como ‘Fake News’ Esse tipo de matéria vai totalmente contra os princípios do grupo Globo amplamente divulgados quando questionados sobre a seriedade de sua linha editorial.

Secretaria Especial de Comunicação Social”

Comentários

  • Karmen -

    e a gente faz que acredita...foi isso mesmo. e vamos ficar de olho.

  • Angela2 -

    Globolixo está desesperada pq com a saída do Santos Cruz as chances da Globolixo meter a mão no dinheiro público diminui e muito!!!

  • Arlindo -

    Ō

Ler 52 comentários