ACESSE

Secom paga 2 milhões de anúncios em sites de notícias falsas

Telegram

Um relatório da CPMI das Fake News identificou 2,065 milhões de anúncios pagos pela Secom e distribuídos pelo Google em sites e canais de YouTube de notícias falsas ou pornográficas.

Segundo o documento obtido por O Globo, foram classificados como sites de notícias falsas os seguintes veículos: “Jornal da Cidade Online”, “Jornal 21 Brasil”, “Terça Livre”, “Folha do Brasil”, “Diário do Centro do Mundo” e “Revista Fórum”.

Diz o relatório:

“O dinheiro da publicidade oficial terminou por ser empregado em diversos canais com conteúdo inadequado, fazendo com que a imagem do Governo Federal fosse veiculada em canais de baixa qualidade e associada a conteúdos falsos, criminosos, de cunho sexual ou referentes a promoção pessoal do Presidente da República.”

Leia também: EXCLUSIVO: MORO ATACA

Comentários

  • Silvio -

    Notícias falsas e opinativa tem os lixos da Globo, FdSp, Estadão, Antas e outras " pro- democracia" do Luladrao e FHC

  • Maria -

    É a nova política. Nova Secom, nova Ancine, novo Mec. Tudo novinho, novinho no mundo do gado.

  • Julio -

    Os Antas são assalariados da Secom??

Ler 48 comentários