Secretária dos acarajés está sob proteção da Lava Jato

O Estadão informa que Maria Lúcia Guimarães Tavares, a secretária da Odebrecht que distribuía “acarajés”, foi colocada no Programa de Proteção a Testemunhas.

Maria Lúcia está colaborando com as investigações, mas não firmou delação premiada. Como O Antagonista revelou mais cedo, ela entregou o papel de Angela Palmeira no esquema, a responsável pelos pagamentos de propina (acarajés) no exterior.