Secretário da Receita se reuniu três vezes com defesa de Flávio Bolsonaro; senador participou de encontro

Secretário da Receita se reuniu três vezes com defesa de Flávio Bolsonaro; senador participou de encontro
Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

O secretário especial da Receita Federal, José Tostes Neto, reuniu-se três vezes com a defesa de Flávio Bolsonaro no âmbito da estratégia de anulação do inquérito da rachadinha, sob a alegação de que o senador estava sendo perseguido por um grupo de auditores.

As reuniões com as advogadas Luciana Pires e Juliana Bierrenbach ocorreram na sede da Receita em Brasília em 26 de agosto, 4 de setembro e 17 de setembro, quando o próprio Flávio participou.

Em resposta obtida por O Antagonista (leia a íntegra aqui) a requerimento de informações da bancada do Novo na Câmara, a Receita informou que os encontros foram para tratar da “situação fiscal de pessoas físicas e jurídicas, na condições de sujeito passivo de obrigação tributária” e que estaria “impossibilitada” por lei de prestar mais esclarecimentos.

Na resposta, a Receita confirma que as advogadas peticionaram para que fossem identificados servidores que pudessem ter pesquisado irregularmente a movimentação financeira de Flávio, mas garante que nenhuma informação foi prestada. O senador alega que o relatório do Coaf que subsidiou o inquérito das rachadinhas foi ilegal.

As advogadas de Flávio também conseguiram reuniões na Presidência da República, no GSI e até na Abin, que teria produzido relatórios de inteligência sob demanda do senador. Ontem, a Polícia Federal cumpriu mandado de busca e apreensão contra um servidor do órgão, suspeito de vazar esses relatórios para a imprensa.

Bolsonaro colocou o Estado a serviço da família.

Leia mais: Assine a Crusoé, a publicação que fiscaliza TODOS os poderes da República.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO