Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Secretário do governo Bolsonaro cai após quebra de sigilo

Tiago Pontes Queiroz, que atuava no Ministério do Desenvolvimento Regional, "deixou o cargo para se defender" em um inquérito da PF
Secretário do governo Bolsonaro cai após quebra de sigilo
Foto: Tiago Pontes Queiroz/Instagram

O Ministério do Desenvolvimento Regional disse que o secretário Nacional de Mobilidade e Desenvolvimento Regional e Urbano, Tiago Pontes Queiroz, deixou o cargo para se defender em um inquérito da PF e de uma ação de improbidade do Ministério Público. A informação foi divulgada em resposta a um pedido da Folha.

Queiroz é alvo de investigações e acusações sobre o período em que esteve à frente da diretoria de Logística do Ministério da Saúde, em 2016, durante o governo de Michel Temer. Ele supostamente teria favorecido a Global Gestão em Saúde, empresa investigada pela CPI da Covid.

Ontem, o jornal informou à pasta que os sigilos bancário e fiscal de Queiroz haviam sido quebrados pela Polícia Federal. Um dos endereços dele havia sido alvo de busca e apreensão, em 21 de setembro, na Operação Pés de Barro.

“O Ministério do Desenvolvimento Regional informa que o senhor Tiago Pontes Queiroz apresentou, nesta sexta-feira (08/10), seu pedido de desligamento da função de Secretário Nacional de Mobilidade e Desenvolvimento Regional para fazer sua defesa nas investigações citadas pela reportagem. O MDR ressalta ainda que os fatos sob investigação são todos anteriores ao período em que o senhor Tiago Queiroz desempenhou a função de secretário nesta Pasta”, disse o Ministério em nota.

Mais notícias
TOPO