Secretário do Ministério da Saúde reage a críticas de infectologistas à cloroquina

Hélio Angotti Neto, o secretário de Ciência e Tecnologia do Ministério da Saúde, reagiu ao ser questionado sobre a nota da Sociedade Brasileira de Infectologia contra o uso da cloroquina no tratamento de pacientes da Covid-19, relata O Globo.

Divulgada nesta sexta (17), a nota da entidade se baseou em dois estudos recentes que indicam que a cloroquina não tem eficácia contra a doença.

“É claro que há níveis de evidência, e estamos fazendo o nosso trabalho de avaliar as evidências. Só peço um pouco de consciência e responsabilidade no uso da palavra ciência. As pessoas estão usando a palavra ciência como se fosse um porrete”, disse Angotti em entrevista coletiva.

O secretário disse ainda lamentar os efeitos do que chamou de “polarização” em torno do uso ou não da cloroquina.

Ele admitiu que há falta de consenso científico em torno do uso da droga contra a Covid-19, mas pediu respeito ao que chamou de “direito de prescrever [dos médicos] e o direito do paciente de buscar aquele tratamento que entender ser melhor”.

Leia mais: Sócios no desastre: a responsabilidade dos governadores na pandemia. Clique aqui para ler mais
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 119 comentários
TOPO