Secretário exonerado por voo "imoral" volta ao Planalto

Secretário exonerado por voo “imoral” volta ao Planalto
Foto: Alan Santos/PR

José Vicente Santini, exonerado um ano atrás por ter usado um avião da FAB para fazer uma viagem à Índia, retomou seu antigo cargo na Secretaria Geral da República.

Na época, Jair Bolsonaro disse que o voo era “imoral”, e acrescentou:

“Inadmissível o que aconteceu. Já está destituído da função de executivo do Onyx. Destituído por mim. Vou conversar com Onyx para decidir quais outras medidas podem ser tomadas contra ele. É inadmissível o que aconteceu, ponto final.”

Santini retorna ao cargo pelas mãos de Onyx Lorenzoni, que deixará o Ministério da Cidadania para dar lugar ao Centrão e assumirá a Secretaria Geral. O ministro diz que o ex-assessor “sempre foi uma pessoa correta”.

Leia mais: Assine a Crusoé, a revista que não tem medo de apontar os verdadeiros culpados pelas mazelas brasileiras.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO