Secretário-geral do PSDB repreende senador do partido: "Não é hora para DRs públicas"

 

Marcus Pestana rebateu as críticas de Cássio Cunha Lima à campanha de Geraldo Alckmin. Para o senador tucano, atacar Jair Bolsonaro foi um erro que pode custar caro — veja aqui.

Em entrevista há pouco à Rádio Arapuan, da Paraíba, o deputado que é também o secretário-geral do PSDB disse:

“Esta não é uma hora propícia para DRs públicas, para discutir a relação publicamente. É hora de arregaçar as mangas e cumprir o nosso papel, defendendo o nome de Geraldo Alckmin como aquele que tem todas as características necessárias para o Brasil sair da crise.”

Pestana acrescentou:

“Nós temos o dever de alertar a população sobre a gravidade do momento e a marcha da insensatez. O Brasil não precisa de mais radicalismo e intolerância. A campanha de Geraldo Alckmin está fazendo o que tem que fazer. Acho que o senador Cássio está equivocado.”

 

Comentários

  • ana -

    Errado está você, deputado. Do lado de cá, não há radicalismo nem intolerância. Adélio Bispo é a prova cabal disto! Quem se mostra intolerante com o nosso candidato é o seu candidato!

  • REVOLTADO -

    Difícil encarar a realidade! A verdade escancarada por Cunha Lima incomodou os tucanos depenados na tentativa de alçar voo!

  • Odonias -

    Senador acertou na mosca! Tinha o Sr.Alckimim como um um político equilibrado, já votei nele, não tinha opção melhor, mas agora queimou seu filme e sua carreira política. Lamentável!

Ler 47 comentários