Secretário no MT é afastado e obrigado a usar tornozeleira

O Tribunal de Justiça de Mato Grosso afastou do cargo o secretário da Segurança Pública, Rogers Elizandro Jarbas, e ordenou que ele seja monitorado por tornozeleira eletrônica, relata a Folha.

Jarbas é acusado de interferir nas investigações que apuram o “escândalo dos grampos” no estado –interceptações telefônicas clandestinas para, supostamente, monitorar rivais do governador Pedro Taques.

Os três últimos governadores mato-grossenses são alvos de acusações. O antecessor do tucano Taques, o peemedebista Silval Barbosa, foi preso na Operação Sodoma e fez delação premiada.

O antecessor dos dois, Blairo Maggi, do PP –hoje ministro da Agricultura–, é acusado de ter participado de esquema de compra de vagas no Tribunal de Contas, em 2008. E foi citado na delação de Silval Barbosa.

 

Comentários temporariamente fechados.

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

  1. Por aqui, estamos no arrepio da lei. O nosso alcaide é o cara! o cara da exceção!
    Estamos a um triz de um estado policialesco.
    A unica saída ,e se for muita sorte seria algo muito comum no gênero acontecer.
    O que???
    O governador cortar os pulsos.
    Humm acho difícil hein.
    Então vai continuar o estado de exceção.
    A perseguição só acabará em 2018

Ler mais 2 comentários
  1. Por aqui, estamos no arrepio da lei. O nosso alcaide é o cara! o cara da exceção!
    Estamos a um triz de um estado policialesco.
    A unica saída ,e se for muita sorte seria algo muito comum no gênero acontecer.
    O que???
    O governador cortar os pulsos.
    Humm acho difícil hein.
    Então vai continuar o estado de exceção.
    A perseguição só acabará em 2018

  2. Duvido que isso aconteça nos outros estados, secretário blindando governador ou mesmo no governo federal, ministro blindando presidente, o que dirá no TSE, ministro validando campanha feita com dinheiro roubado. Aqui não! Vivemos uma democracia plena e as instituições funcionam. Não posso escrever mais agora porque o vizinho me falou que o Saci Pererê acabou de passar aqui na rua e eu acredito, vou lá ver…