ACESSE

Secretário que se opunha à maquiagem da Covid-19 será substituído por nome do Centrão

Telegram

Lauro Jardim afirma, em O Globo, que há duas semanas Jair Bolsonaro e Eduardo Pazuello decidiram “mudar a metodologia” dos números da Covid-19 no Brasil –ou seja, maquiar o total de mortos e infectados pela doença.

Eles encontraram resistência na Secretaria de Vigilância em Saúde, comandada pelo interino Eduardo Macário, que discordava frontalmente da mudança.

Segundo o colunista, a SVS vinha se recusando a fornecer a Élcio Franco –o número 2 da Saúde, mais próximo de Pazuello– um gráfico composto apenas pelas mortes das últimas 24 horas.

Esse “problema” foi resolvido com a substituição de Macário por Arnaldo Medeiros, indicado para a SVS pelo Centrão –mais especificamente, pelo PL de Valdemar Costa Neto. Medeiros, porém, ainda não assumiu o cargo.

Leia também: A bolada do Centrão no governo federal

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 38 comentários