Secretário recomenda adiar gravidez 'caso possível' por causa da pandemia

Secretário recomenda adiar gravidez caso possível por causa da pandemia
Reprodução/Ministério da Saúde/YouTube

O secretário de Atenção Primária à Saúde, Raphael Medeiros, recomendou nesta sexta (16) às brasileiras postergarem “um pouco a gravidez”, “caso possível”, para uma gestação mais tranquila depois do pico da pandemia.

“Uma outra recomendação, que eu não sei se estava escrito ali, eu não falei, é que neste momento, tá, do pico pandêmico – que a gente está vendo que é uma situação inclusive às vezes articulação das maternidades pela situação que está acontecendo em alguns locais – deve ser avaliado, eu falei ali na questão da contracepção, como aconteceu no zika lá em 2016, caso possível – porque a gente fala alguma coisa e sai na imprensa de outra forma – mas caso possível, postergar um pouco a gravidez. Para um melhor momento e que você possa ter a sua  gravidez de forma mais tranquila”, disse Medeiros, em coletiva de imprensa no Ministério da Saúde.

“É óbvio que a gente não pode falar isso para alguém que tem 42, 43 anos. Mas para uma mulher jovem, que pode escolher um pouco ali o seu momento de gravidez, o mais indicado agora é você esperar um pouquinho até a situação ficar um pouco mais calma”.

A recomendação foi em coletiva sobre uma portaria da Saúde que vai destinar R$ 247 milhões a programas de saúde das gestantes.

Leia mais: Assine a Crusoé e apoie a o jornalismo independente.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO