ACESSE

Secretários de Guedes terão menos verba para viagens

Telegram

Paulo Guedes quer que a cúpula do Ministério da Economia passe a tesoura em 30% de seus custos com diárias e passagens no ano que vem, diz a Crusoé.

Segundo cálculos da equipe econômica, o enxugamento dos gastos apenas no gabinete de Guedes e de seus secretários especiais vai gerar uma economia de R$ 3 milhões.

O objetivo é dar o exemplo e “cortar na carne”, depois de um decreto presidencial, no final do ano passado, ter atribuído a Guedes a função de definir um teto para despesas com viagens de servidores.

Leia na Crusoé.

Leia mais: Comprovação do elo entre a Presidência da República e o gabinete do ódio complica Bolsonaro. Clique e leia

Comentários

  • Nat -

    Ah sim. Senti firmeza. Com certeza vai ser uma economia gorda esses 30%.

  • Cirval -

    Cortar a carne do Ministério não resolve, Guedes. É puro jogo de cena. E o cartão corporativo? E o aumento recente dos militares? E os gastos da Secom? E dos blogs pagos para os Bolsonaros?

  • Luiz -

    Esse Posto Ipiranga tá mais pra posto de combustível adulterado. Acho que é mais propaganda do que eficiência.

Ler 10 comentários