SECRETÁRIOS DE SAÚDE PEDEM LOCKDOWN NACIONAL

SECRETÁRIOS DE SAÚDE PEDEM LOCKDOWN NACIONAL
Foto: Alex Pazuello/ Semcom

Em carta que acaba de ser divulgada, o Conselho Nacional de Secretários de Saúde defendeu o endurecimento das medidas de restrição nos estados para combater a pandemia do coronavírus.

Entre as medidas sugeridas pelos gestores, está a implementação de um toque de recolher nacional de 20h e às 6h, inclusive nos fins de semana. Outras ações defendidas pelo Conselho são o fechamento de praias e bares, adoção de barreiras sanitárias e ampliação da testagem.

“O recrudescimento da epidemia em diversos estados leva ao colapso de suas redes assistenciais públicas e privadas e ao risco iminente de se propagar a todas as regiões do Brasil. Infelizmente, a baixa cobertura vacinal e a lentidão na oferta de vacinas ainda não permitem que esse quadro possa ser revertido em curto prazo”, afirmou a entidade em nota.

Leia abaixo as medidas defendidas pelo Conass para combater a pandemia:

– Proibição de eventos presenciais como shows, congressos, atividades religiosas, esportivas e correlatas em todo território nacional;

– A suspensão das atividades presenciais de todos os níveis da educação do país;

– O toque de recolher nacional a partir das 20h até as 6h da manhã e durante os finais de semana;

– O fechamento das praias e bares;

– A adoção de trabalho remoto sempre que possível, tanto no setor público quanto no privado;

– A instituição de barreiras sanitárias nacionais e internacionais, considerados o fechamento dos aeroportos e do transporte interestadual;

– A adoção de medidas para redução da superlotação nos transportes coletivos urbanos;

– A ampliação da testagem e acompanhamento dos testados, com isolamento dos casos suspeitos e monitoramento dos contatos.

Leia mais: Como se articulam advogados criminalistas e filhos de ministros de tribunais superiores alvos de investigações para blindar-se na Justiça.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO