Segovia se queixa de falta de delegados

Fernando Segovia disse que a falta de delegados na Polícia Federal tem afetado o andamento de investigações de corrupção no Supremo.

“Foi detectado que uma falta de contingente da PF tem deixado a velocidade de produção um pouco menor do que talvez fosse o necessário. Tanto que já houve até uma reclamação de ministros do Supremo de que algumas investigações da PF estavam paradas”, disse Segovia.

O novo diretor-geral da PF deu as declarações depois de se reunir com procuradores da força-tarefa da Operação Greenfield.

Comentários temporariamente fechados.

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Ler 9 comentários
  1. Ele falou da falta de contingente na polícia. Isto é, agentes, peritos, escrivães, funcionários administrativos… Delegados na PF já são muitos.

  2. Josias de Souza em blog relata a resposta do novo Diretor da PF em entrevista ao ser questionado sobre os seus padrinhos politicos: ‘Infelizmente vou ter que sair’, afirma mandachuva da PF ao ser espremido… – Veja mais em https://josiasdesouza.blogosfera.uol.com.br/2017/11/15/infelizmente-vou-ter-que-sair-afirma-mandachuva-da-pf-ao-ser-espremido/?cmpid=copiaecola

  3. Se recolher o monte de delegado que faz atividade política e colocasse os mesmos para trabalhar em suas funções, já ajudaria bem.

  4. “Reclamação de ministros do Supremo de que algumas investigações da PF estavam paradas”, comprometendo a celeridade do STF? Não acredito. Dr. Segovia! Conta agora a do “papagaio”, ou a do “portugues”.

  5. se contratar mais Delegados tem que contratar mais agentes/escrivães e papiloscopistas por que colocar mais delegado e o mesmo não ter equipe é só tática corporativista para agradar sindicatos.

Os comentários para essa notícia foram encerrados.