Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Segunda Turma adia julgamento de operação contra Zanin e Wassef

Segunda Turma adia julgamento de operação contra Zanin e Wassef
Foto: Fellipe Sampaio/SCO/STF

Gilmar Mendes encerrou a sessão de hoje da Segunda Turma do STF sem chamar a julgamento uma ação da OAB contra a Operação E$quema S, que, no ano passado, investigou dezenas de advogados suspeitos de receberem ao menos R$ 151 milhões desviados da Fecomércio do Rio.

Foram denunciados, entre outros, Cristiano Zanin, advogado de Lula; Frederick Wassef, que defende Flávio Bolsonaro; e Eduardo Martins, filho do presidente do STJ, Humberto Martins.

Relator da ação, Gilmar Mendes havia agendado o julgamento para hoje, mas não informou, durante a sessão, nova data para a decisão da turma. Parte da sessão foi dedicada ao julgamento que liberou a contratação de construtoras investigadas na Lava Jato.

No ano passado, o ministro suspendeu o andamento da ação penal da E$quema S aberta na 7ª Vara Federal do Rio de Janeiro, comandada por Marcelo Bretas e desafeto. Gilmar Mendes apontou indícios de que a operação investigou, de maneira dissimulada, ministros do STJ e do TCU que têm foro no STF.

A OAB quer não apenas levar todo o caso para o Supremo, como também anular todas as provas colhidas por determinação de Marcelo Bretas, sobretudo em escritórios de advocacia.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO