Seletividade petista

Não custa lembrar –e o repórter Guilherme Amado, de O Globo, fez exatamente isso:

“Petistas em festa fingem que Geddel não foi também ministro sob Lula e dirigente da Caixa sob Dilma”, escreveu em seu Twitter.

18 comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

1200

    1. Não finge e percebe perfeitamente. Acontece que essa raça do PT, além de seus principais aliados de …erda PSOL, PCdoB , PDT são virulentos, extremamente maldosos, mentirosos e vivem em um mundo em que Lúcifer ou Belzebu é quem dirige. Não prestam desde que nasceram.

  1. Ministro de Lula: de 16 de março de 2007 a 31 de março de 2010 (3 anos)
    Vice-Presidente da CEF – Gov. Dilma: de 25 de março de 2011 a 27 de dezembro de 2013 (2 anos e meio)
    .
    Ministro de Temer: de 12 de maio de 2016 a 25 de novembro de 2016 (6 meses)
    .
    Claro que ele roubou muito mais nos 6 meses de Temer do que nos 5 anos e meio de PT.

  2. Quando o PT é atingido em cheio, eles demonstram ter memória curta. Como tudo neles é uma farsa, se fazer de inocentes e alheios aos fatos é a marca registrada deles. Não há caráter e nem dignidade sob qualquer condição. E o TSE ainda insiste em não punir esse partido e o seu capo maior com as campanhas antecipadas. Só no Brasil, mesmo.

  3. Gordo Geddel deve ser apertado, só um pouco, ele vai abrir o bico e, provavelmente coloque a Janete na mira do Moro com provas, claro.
    Companheiros a coisa está ficando boa, não vai ter como eles pararem esta “sangria”

    1. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk……. só PTista defenderia tão arduamente seus chefes de quadrilhas…..

    2. Geddel também foi diretor do PMDB da Caixa no governo Dilma! Petralha, PMDB trabalhava sob as ordens de Lulladrão e Dilmanta; o secretário executivo de cada ministério era petista da quadrilha de Lulla e presidente e vice-presidente da Caixa era petista! Ou seja, ninguém fazia nada nos ministério ou diretorias de estatais sem o consentimento do Lulladrão ou Dilmanta!