Selma Arruda confirma que vai sair do PSL para se filiar ao Podemos

A senadora Selma Arruda, que está de saída do PSL, disse ao Estadão que na próxima quarta-feira vai se filiar ao Podemos.

“O PSL é um partido que me incomoda, não apenas pela falta de solidariedade em relação a todo esse processo que eu estou enfrentando [de cassação do mandato], mas também em relação a essas pressões de membros do partido para tirar a assinatura do pedido de CPI da Lava Toga. Não tenho mais jeito de permanecer nesse ambiente.”

Nesta semana, a senadora disse a O Antagonista que recebeu uma ligação de Flávio Bolsonaro em que o filho do presidente gritou com ela, reclamando do apoio à CPI da Lava Toga. Segundo Selma, o telefonema a fez decidir sair do partido.

Que causas podem compartilhar a petista Gleisi Hoffmann e e o líder do DEM, que comanda três ministérios do governo Bolsonaro? Mais aqui

“O partido não tem uma consistência ideológica própria. Não tem um formato de partido. Não é um lugar que tu encontres uma ideologia que não seja mero repeteco de algumas frases prontas. Tudo é culpa da esquerda. Todo mundo é comunista. Eu não dou conta disso. Não tem uma liderança. Não tem envolvimento nem sequer do próprio presidente da República. Ele não consegue se envolver com a gente.”

Comentários

  • Marga -

    Tem o meu apoio.Esse Flavio é um atraso de vida do pai, e nesse partido estão mais perdidos que cego em tiroteio.

  • JAMES -

    Senadora CA-NA-LHA, se elegeu as custas de bolsonaro, traidora! #BOLSONARO2022

  • Osvaldo -

    Faz muito bem.

Ler 118 comentários