Sem acordo, Câmara adia votação de projeto para reabrir Conselho de Ética

Sem acordo, Câmara adia votação de projeto para reabrir Conselho de Ética

Sem acordo, a Câmara adiou nesta quarta-feira, 9, a votação do projeto que autoriza a retomada dos trabalhos do Conselho de Ética.

O projeto foi apresentado pelo corregedor da Casa, Paulo Bengtson (PTB-PA), para permitir a realização das reuniões do conselho e de mais três comissões —Constituição e Justiça, Finanças e Tributação e Fiscalização Financeira e Controle— por meio de videoconferência.

A expectativa era que, com a reabertura, o Conselho de Ética iniciasse a análise da representação contra Flordelis, do PSD-RJ, acusada de mandar matar o marido, o também pastor Anderson do Carmo.

A deputada-pastora não foi presa por causa da imunidade parlamentar.

Leia mais: TCHAU, TOFFOLI
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 13 comentários
TOPO