Sem cargo, Malta vai cantar e dar palestras

Preterido por Jair Bolsonaro no primeiro escalão do novo governo, o futuro ex-senador Magno Malta diz que vai se dedicar à carreira de cantor gospel e dar palestras pelo Brasil.

“Vou viajar o país inteiro. Fazer palestra. Tenho uma luta contra abuso de criança, pedofilia, minha marca está aí. Vou continuar fazendo palestra, cantando. Tenho 41 anos de carreira. Tenho 28 CDs gravados. Vivi sempre da minha música”, disse ao Globo.

Um dos maiores cabos eleitorais do presidente eleito diz que Bolsonaro continua sendo seu amigo e que não tem obrigação de lhe dar ministério ou emprego.

“Expectativa [de ser ministro] é uma coisa. Mas esse país tem 208 milhões de habitantes. Posso entender o fardo que ele está vivendo agora, sentado ali, enfrentando a velha política, tentando estabelecer um novo modelo, com críticas aqui e ali”, afirmou.

Os generais acompanham as primeiras ações do futuro governo — e não aprovam tudo... LEIA AQUI

Temas relacionados:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

Ler mais 73 comentários
  1. Homens se tornam grandes pelas atitudes e não pelo discurso, Magno Malta deve ter algo bem especial logo adiante em reconhecimento ao seu histórico como senador.O Brasil do bem o admira.

  2. O ex-senador e agora cantor deve estar se arrependendo de ter esnobado o capitão, a esta hora estaria também escolhendo ministros. Tinha tanta certeza da reeleição que esnobou a vice-presidência

  3. O cara desdenhou e tripudiou a candidatura de Bolsonaro. Deu até chá de banco no candidato quando este o convidou pra vice. E agora quer participar? Vá catar coquinhos, o Mala, digo, Malta!

    1. Fosse por isso, Bolsonaro teria que empossar todos os seus cabos eleitorais. Cabo eleitoral e amigo é uma coisa, ministro é outra! Mas parece que o Malta entendeu! Boa sorte para ele!

  4. Malta se prestou a militar por Lula, Dilma, se valer do apoio da “presidenta” para se reeleger; também apoiou Bolsonaro. Com biografia florida, ele irá cantar desde gospel a funk, passando pelo sa

  5. As famosas “palestras”. Todo mundo é “palestrante”. Todo mundo acha que tem coisas muito úteis e importantes a dizer aos outros e não a sí mesmo, e ainda cobram por isso. Caras de pau !

  6. Você que recusou ser vice-presidente, lembra? A sua eleição estava garantida e você, magno malta, abandonou a capitão, lembra? Então é isso. Ganhou o Brasil com o Gal. Mourão!!!

  7. Magno Malta representa os evangélicos?? EU SOU EVANGÉLICO E ELE NÃO ME REPRESENTA! Como alguém pode ser evangélico e ter como candidato um cara envolvido c/ acusação d falso estupro??? Ñ MESMO

  8. Esse fanfarrão tem que procurar emprego na iniciativa privada (se alguém o quiser, é claro) e não meter mais o bedelho em assuntos sérios como pedofilia. Vai que acaba torturando alguém de novo.

  9. Foi sacanagem com o Senador, que tomou a frente na campanha. Se foi a pedido dos Militares e pior ainda, estão começando mal. chamar a sua assessora foi um golpe baixo. É tempo de rever…

    1. Deixem de mimi, todo candidato que colou sua candidatura a Bolsonaro foram eleitos, só este mané é que sobrou. Acho que os capixabas o conhecem muito bem para não terem votado nele.

  10. bando de fdp. me digam 1 voto que mourão deu a bolsonaro? que mandetta? onyx? porra nenhuma, aqui no nordeste malta rodou tudo atrás de voto. bolsonaro decepcionou SIM. foi um covarde SIM.

  11. Não passa de um falastrão semianalfabeto, sem profissão definida. Foi político somente por possuir uma boa oratória (“fala a língua” do povão semianalfabeto, tipo o Datena).

  12. Bolsonaro tem a obrigação de dar uma satisfação aos seus eleitores. Ele disse que Magno Malta estaria em seu governo. De repente, ignorou-o. Então, o que houve, de fato ? Estou decepcionado.

  13. eu faço campanha de graça desde 2013. Para mim bateu até uma angustia esse fato.. b17 se mostrou desleal. O cara teve 7 a cada 10 votos dos evangélicos, graças a malta, bem dizer. Deu cargoAcada

    1. Desleal coisa nenhuma. O verdsdeiro amigo não faz nada por interesse. Se o fizer deixa de ser amizade e passa a ser barganha. Malafaia orou mais do que o Malta e não exigiu ministério.

    2. Verdade algumas pesquisas mostram que 80% dos evangélicos votaram em Bolsonaro e que tirando os votos do evangélicos Bolsonaro teria perdido a eleição por cerca de 1 milhão de votos

    3. Desleal o caramba, Malta não botou fé no bolsonaro. Os votos dos evangélicos não foram por causa dele. Além disso Malta é oportunista, tirando fotinha com os corruptos

  14. Foi o que eu disse: vão continuar amigos e trabalhando p/ o bem do povo brasileiro. Logo Malta se elege p/ outro posto p/ nos ajudar. Acho que pode ser nomeado p/ segundo escalão até lá tbm.

    1. Você diz que a população não gosta mas os fatos negam ele foi político eleito aí por 30 anos e justo na eleição que ele não fez campanha aí ele perdeu abra os olhos

    1. Seria bobagem encarar a situação dele dessa forma, como um “perdedor”. Creio que ele ainda ajudará no governo, formalmente, de alguma forma. É um aliado importante em pautas conservadoras.