Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Sem citar Bolsonaro, Pacheco critica 'abuso de prerrogativas para enfraquecer Poderes'

Em primeira sessão deliberativa após volta do recesso, presidente do Senado diz que atribuições dos titulares de qualquer Poder têm limites na Constituição
Sem citar Bolsonaro, Pacheco critica abuso de prerrogativas para enfraquecer Poderes
Foto: Pedro Gontijo/Senado Federal

Em discurso de abertura da primeira sessão deliberativa do Senado após o recesso, Rodrigo Pacheco afirmou nesta quarta (4) que “abusar de prerrogativas para enfraquecer qualquer dos Poderes da República é enfraquecer a sociedade brasileira”.

Sem mencionar os ataques de Jair Bolsonaro ao sistema eleitoral e seus embates com o presidente do TSE, Luís Roberto Barroso, o presidente do Senado disse que o momento é de “reafirmar o compromisso com a independência e a harmonia dos Poderes da República”.

“Não se trata (…) de simplesmente concretizar a vontade daqueles que titularizam os Poderes. Antes, suas atribuições e interações são estabelecidas e, por consequência, limitadas pela Constituição Federal. Agir fora desses limites, por qualquer que seja a razão, implica em ruptura, ainda que limitada, da harmonia do sistema”, afirmou Pacheco.

Não custa lembrar que o presidente do Senado abusou de sua prerrogativa de sentar em cima do pedido de abertura da CPI da Covid, até Barroso obrigá-lo a cumprir a Constituição.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO