Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Sem citar nomes, Queiroga volta a cobrar de Butantan registro da Coronavac

"Quer ter a possibilidade de fornecer vacinas para o SUS, registra na Anvisa, com registro definitivo"
Sem citar nomes, Queiroga volta a cobrar de Butantan registro da Coronavac
Reprodução/Facebook/Ministério da Saúde

Marcelo Queiroga voltou a dizer nesta segunda (29) que o governo agora está comprando apenas vacinas que obtiveram registro definitivo da Anvisa, em vez de aquelas com autorização para uso emergencial.

O pronunciamento foi em Salvador, onde o ministro da Saúde assinou um novo contrato para compra de 100 milhões de doses da vacina da Pfifzer.

“Não há mais motivo de fazer aquisição de imunizantes com registro emergencial. Quer ter a possibilidade de fornecer vacinas para o SUS, registra na Anvisa, com registro definitivo”, disse o ministro da Saúde.

Queiroga não citou nomes, mas está se referindo à Coronavac, que obteve da Anvisa, em janeiro, autorização para uso emergencial. Até hoje, o Butantan não pediu o registro.

A vacina da Janssen também não tem registro. Recebeu autorização para uso emergencial.

As vacinas da AstraZeneca e da Pfizer têm registro.

Esta não é a primeira vez em que Queiroga fala do tema. Em outubro, depois de voltar de Nova York, disse: “Não só a Coronavac, a Janssen também. Se quer entrar no calendário nacional vai ter que solicitar o registro definitivo”.

A orientação do ministério sobre doses de reforço, porém, prevê que ela pode ser realizada com a vacina da Janssen, ainda que “preferencialmente” com a vacina da Pfizer.

Leia mais:

Queiroga assina compra de mais 100 milhões de vacinas da Pfizer

Ministério sugeriu vacinas nos planos de saúde no mesmo dia em que foram incorporadas ao SUS

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....