ACESSE

Sem coercitiva, resta a prisão

Telegram

Josias de Souza avalia que, com a proibição das conduções coercitivas pelo STF ontem, a tendência é que os juízes passem a impor prisões temporárias.

“Quer dizer: a pretexto de socorrer investigados, o Supremo complicou-lhes a vida.”

Em 21 de maio, o Estadão mostrou que a proibição de coercitivas elevou em 31,75% o número de prisões temporárias.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 81 comentários