ACESSE

Sem indicação política na Caixa, nada de reforma da Previdência

Telegram

Os aliados de Michel Temer já mandaram avisar que, se houver mudanças no estatuto da Caixa (entenda-se: fim das nomeações políticas), a reforma da Previdência não passa.

Depois da demissão de quatro dos 12 vices do banco estatal, o governo sinalizou que as novas indicações de dirigentes deverão ser feitas por seu conselho de administração, e não mais pelo presidente.

Assim, partidos como PR, PP, PRB e o próprio MDB de Temer perderiam a boquinha.

“Se deixar o conselho indicar, será a pá de cal sobre a reforma. Não temos como repactuar com todos esses partidos”, disse um líder governista, que não quis se identificar, a Nilson Klava, repórter da GloboNews.

Comentários

  • Chega -

    É mais uma faca da bandidagem no pescoço do bandido-mór. Na medida em que mais essa chantagem é feita, fica claro que a reforma da previdência não é uma questão técnica, é apenas mais uma moeda de troca de votos por benefícios inconfessáveis.

  • Piada -

    Deus e o mundo já sabem que a reforma da previdência não vai passar, então que pelo menos acaba com essa put*** na Caixa (e outras estatais).

  • 12 -

    Que absurdo! Não é só a caixa não tá! O BB e a mesma coisa! No mais, esses políticos estão cagando para o país mesmo! A prova tá aí!

Ler 85 comentários