Sem Lula em 2018

Os analistas da Eurasia, segundo o site InfoMoney, consideram improvável a candidatura de Lula “devido a questões legais e também por enfrentar altas taxas de rejeição”.

Mas 2018 ainda está longe, e um novo nome pode surgir até lá.

“Essa é uma possibilidade real dada a profundidade da ira dos eleitores. O fator real para rastrear a perspectiva de uma agenda de reforma pós-2018, porém, não é Lula. É se alguém como João Doria irá concorrer.”

21 comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

1200

  1. Alckmin insistindo em querer perder para presidente, jogará o estado de SP nas mãos só PSB socialista oportunista MÁRCIO FRANÇA, um cara que arruinou às finanças de São Vicente, que até hoje ainda deve mais de 2 bilhões de reais e a cidade parece um verdadeiro lixão a céu aberto.
    Alckmin também está citado na Lava Jato, enfim, essa corrida presidencial de Alckmin jogará SP num abismo, todos juntos precisamos deter esse Alckmin, SP nas mãos do PSB seria a ruína paulista

    1. Alckmin, pelo amor de Deus, não entre nessa, entregar são paulo para o psb será uma jogada em que todos sairemos perdendo, caro governador, reflita, apóie o seu amigo João Doria seja um superministro desse governo, espere a lava jato se aclarar, todos sairemos ganhando, menos o Márcio França, quem é Márcio França??
      Abraços e juízo!

  2. Lula fez esse “roadshow” pelo Nordeste para medir sua popularidade e rejeição mesmo. Está vendo o fiasco que foi e não vai arriscar a candidatura. Ele deve considerar que não vai chegar nem ao segundo turno; o que considera uma humilhação.

  3. E agora psdb? Para onde ir?
    .
    Cozinhar Dória até que não possa sair candidato por outro partido seria uma maneira bem tucana de manter o pacto de princeton. Tem a cara do comunidsmo à socapa desse partidinho estertorante.
    .
    Ou vencer com Dória, domá-lo e conter seus impuslos liberais antes de devolver o poder ao pt, ou ao que sobrar deste aterro sanitário político, mantendo o pacto de princeton.
    .
    O risco é Dória ganhar e voar por conta própria. De qualquer jeito, Dória é maior que o psdb e ponto final.
    .
    Dória, estamos loucos para votar em um capitalista, reformista, privatista e tudo que a esquerda abomina, mas depende de você, depende de você sair do psdb.
    .
    Dória, você está levando uma surra do Bolsonaro, que receberá o voto por exclusão de muita gente que votaria em você. Aliás boa parte vota em você por exclusão também, como eu. Então acorda e se toca que eleitor desesperado não é fiel a nome nenhum.

  4. Viu, eu já disse isso aqui… não é preciso ser vidente nem especialista.
    Lula não vai concorrer pois não vai correr o risco de não ganhar.
    Tá fazendo campanha para presidente para sair candidato a Senador, mantendo a boquinha e o foro.

  5. Qual a “previsão de cenário” da cartomante globalista Eurásia para a eleição do único candidato que é ovacionado por onde passa?

    Ah, esqueci, ele deverá ser cassado…

  6. Avisem à Eurasia, que aliás, costuma errar bem mais do que acerta, que existe gente nova na festa, e que atende pelo nome de Bolsonaro. Ignorar o capitão é burrice. Desconsidera-lo como tática diversionista terá efeito contrário. Eu não sou a Eurasia mas em todas as minhas simulações Bolsonaro já está no segundo turno. Ele tem hoje 30% consolidado e não haverá migrações na base dele.

    1. Enquanto todo o establishment faz as suas contas, Bolsonaro cresce com o povo, nos interiores, nas capitais, na conversa cotidiana pelas ruas do Brasil, nos eventos, nos aeroportos, nas redes sociais, nas palestras, nas viagens, e até mesmo nas pesquisas (onde o número dele aposto que é maior do que mostram). É o efeito Trump, adaptado para o Brasil.

    1. Como se você também já não tivesse escolhido o seu… e, nem por isso, “O Antagonista” te xingou de golpista ou de canalha!