Sem testes concluídos, Doria promete chegada de vacina em uma semana

Sem testes concluídos, Doria promete chegada de vacina em uma semana
Foto: Reprodução/Governo do Estado de São Paulo

Em sua entrevista coletiva desta segunda (26), João Doria afirmou que os primeiros 6 milhões de doses da vacina Coronavac, previstos no acordo com o Instituto Butantan, chegarão ao Brasil em até uma semana.

A importação do imunizante, produzido pelo laboratório chinês Sinovac, foi autorizada pela Anvisa na última sexta (23).

“Os primeiros 6 milhões de doses chegarão até segunda em voo a São Paulo. Os outros 40 milhões de doses serão produzidos a partir de insumos que ainda esperam manifestação da Anvisa, para que o Butantan possa produzir a vacina”, declarou o governador paulista.

Os testes da Coronavac contra a Covid-19, porém, ainda não foram concluídos —assim como os de todas as outras vacinas—, e sua aplicação depende da aprovação final da agência regulatória brasileira.

Ou seja: as doses vão chegar, mas ninguém sabe ainda se será possível se vacinar com elas.

Leia mais: Quem acredita em “vacina do Doria” ou “vacina do Bolsonaro” precisa abrir os olhos.
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 55 comentários
TOPO