ACESSE

“Sem vacina, não há segurança para sair”

Telegram

Para o diretor do Hospital Sírio-Libanês em Brasília, Gustavo Fernandes, a retomada do convívio social depende da criação de uma vacina eficaz contra a Covid-19.

“Enquanto a vacina não aparecer, a gente não tem um nível de segurança para sair”, disse ao site Metrópoles.

“A solução mais real e mais rápida é a vacina. A gente venceu os vírus, historicamente, com vacina. Aí está a bala de ouro do tratamento dessa doença. Deposito as minhas esperanças de poder abraçar meu pai, um parente, meus pacientes na criação de uma vacina. Nesse sentido, no Brasil, temos tido um papel interessante, estamos participando dos testes de duas das mais promissoras.”

Leia mais: Sócios no desastre: a responsabilidade dos governadores na pandemia. Clique aqui para ler mais

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 31 comentários