ACESSE

'Sempre fui contra participar do governo', diz Alckmin

Telegram

Apesar das declarações de Romero Jucá, o governador Geraldo Alckmin indicou que o PSDB deixará o governo Michel Temer quando ele assumir a presidência do partido –o que deve ocorrer na convenção nacional tucana, em 9 de dezembro.

“Abandonar [a gestão Temer] no sentido de não ter compromisso, não. Porque temos compromisso, responsabilidade e temos que dar sustentação na Câmara e ao mesmo tempo votar projetos de interesse do país”, disse o governador em entrevista à rádio Bandeirantes.

“Mas eu sempre fui contra participar do governo. Acho que não tinha razão para o PSDB participar e indicar ministro”, acrescentou.

 

Comentários

  • Sidnei -

    Vá procurar seu advogado, "xuxu", logo estará inquerido a se explicar sobre caso de família! Cinhado é família? Pois bem!

  • Gabriel -

    Pouco importa participar ou não do governo. Tem que votar a favor das reformas.

  • Luis -

    Este discurso já estava combinado antecipadamente com o PMDB de Temer. O compromisso é o apoio do candidato de centro que sair do grupo do PSDB, PMDB e DEM, que, tudo indica, será o Alckmin. Esse jogo de cena é para ajudar na tentativa trazer o grupo dos cabeças pretas que se desgarrou.

Ler 22 comentários