ACESSE

SENADO APROVA AJUDA A ESTADOS E MUNICÍPIOS

Telegram

Com 80 votos favoráveis, o Senado aprovou o socorro de R$ 125 bilhões a estados e municípios para atenuar o impacto nas finanças causado pela Covid-19.

Davi Alcolumbre não votou por ter relatado a proposta. O projeto, que distribui R$ 60 bilhões para estados e municípios, agora vai à sanção de Jair Bolsonaro.

Os senadores mantiveram a maior parte do texto aprovado ontem pela Câmara, que ampliou as categorias do serviço público que vão escapar do congelamento de salários até o fim do ano que vem.

Além dos profissionais de saúde, de segurança pública e das Forças Armadas, foram excluídos trabalhadores da educação pública, servidores de carreiras periciais, Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, guardas municipais, agentes socioeducativos, profissionais de limpeza urbana, de serviços funerários e de assistência social.

Segundo as contas da equipe econômica do governo, as mudanças aprovadas pela Câmara e Senado reduzem a economia do congelamento dos salários de R$ 130 bilhões para R$ 43 bilhões.

Confira aqui a íntegra da proposta que vai a sanção.

Leia também:

Após mudanças, economia com congelamento de salários despenca de R$ 130 bi para R$ 43 bi

Alcolumbre mantém professores entre categorias que não terão de congelar salários

Leia também: DEM x Bolsonaro

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 22 comentários