Senado endurece discurso antes de reunião do Supremo

O Senado mudou parecer enviado ao Supremo e passou a defender a ilegalidade de qualquer medida cautelar decretada contra congressistas, registra o portal jurídico Jota.

No parecer, a Advocacia-Geral da Casa defende que a Constituição não permite que se decretem medidas como recolhimento noturno ou afastamento da atividade parlamentar.

Antes, o Senado defendia que só as medidas cautelares que implicassem afastamento da função parlamentar deveriam passar pelo crivo do Legislativo.

Nesta quarta, 11, o plenário do STF vai discutir se o Congresso deve ou não validar medidas cautelares impostas pelo Supremo a parlamentares em até 24 horas.

A decisão terá impacto direto sobre Aécio Neves, afastado do cargo pelo Supremo e proibido de sair à noite.

Comentários

  • Red -

    Esses senadores são todos covardes. Kgoes vide psol/rede/podemos. Q quer coisa correm pro supremo falando fininho. Tem q botar o STF no lugar deles. Cada macaco no seu galho

  • Van/1 -

    Correta a decisão É uma ilegalidade com Aecio - sem entrar no mérito. O Congresso tem que mostrar sua superioridade e independência. A hora é agora. Chega desse acinte, ainda que os parlamentares não sejam boa coisa.

  • Wagner -

    Não chamem essa escória de congressistas, os chames pelo que são, a grande quadrilha criminosa da República.

Ler 40 comentários