Senador apresenta projeto para acabar com auxílio-mudança

O senador Flávio Arns, da Rede do Paraná, apresentou um projeto propondo a extinção do chamado auxílio-mudança, aquele benefício esdrúxulo concedido a todos os parlamentares no início e no fim de cada mandato, mesmo em caso de reeleição.

O valor equivalente a um salário serve, segundo o Congresso, para “compensar as despesas com mudança e transporte”. Deputados e senadores, mesmo os que moram em Brasília, não precisam prestar contas desse dinheiro extra.

Arns fez cálculos simples: “Se tomarmos como base um subsídio mensal de 33 mil reais — com 54 senadores e 513 deputados federais, sem incluir os suplentes –, estamos falando de 38,2 milhões de reais somente com ‘mudanças’ a cada início e fim de legislatura.”

A CAE vai analisar a proposta.

Eleições no Senado: A Fraude Será Punida? Descubra aqui.

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

  1. Quantos outros Benefícios como este do Auxilio MUDANÇA temos escondidos nos Regimentos tanto Na CÂMARA como no SENADO, é uma VEDADEIRA VERGONHA quando homens públicos legisla em causa própria.

Ler mais 37 comentários
  1. Quantos outros Benefícios como este do Auxilio MUDANÇA temos escondidos nos Regimentos tanto Na CÂMARA como no SENADO, é uma VEDADEIRA VERGONHA quando homens públicos legisla em causa própria.

  2. Tiro no pé…Deveria de empenhar em acabar com o voto secreto inicialmente…depois se acaba com essa vergonha de auxílio…quero ver quem, cara a cara com o eleitor votará contra…

    1. Concordo, e gostaria de lembrar que Bolsonaro NÃO abriu mão deste mesmo auxílio. É a favor de processá-lo tbm ? Afinal de contas ele reside em Brasília há 28 anos, lembra ? Legal, mas imoral.