Senador diz que ex-deputado preso corre risco de vida e pede transferência

Senador diz que ex-deputado preso corre risco de vida e pede transferência
Fonte: Câmara dos Deputados

O senador Eduardo Girão (Podemos) enviou um ofício ao ministro da Justiça e Segurança Pública, André Mendonça, pedindo a transferência do ex-deputado federal Adail Carneiro para um presídio federal.

Como noticiamos, Adail foi preso há uma semana, no âmbito da Operação KM Livre. Ele está na penitenciária estadual do município de Itaitinga (CE).

“Chegou ao nosso conhecimento que ele está correndo risco de vida, em virtude de saber muitas informações sobre um grande esquema de corrupção envolvendo grupo político no estado do Ceará”, diz Girão, no documento ao qual O Antagonista teve acesso (veja trecho abaixo).

As investigações indicam a participação de Carneiro em fraudes na locação de carros e motocicletas, com desvio de recursos públicos, fraudes em licitações e lavagem de dinheiro. Segundo a PF, ele seria o chefe da organização criminosa.

Como registramos, agentes acharam quase R$ 2 milhões em espécie dentro de uma caixa de televisão em uma empresa ligada a Carneiro durante a segunda fase da operação. Ele já atuou como assessor especial do governador do Ceará, Camilo Santana (PT).

Ontem à tarde, na Câmara Municipal de Fortaleza, o vereador Márcio Martins (Pros) ocupou a tribuna e também defendeu a transferência de Adail para um presídio federal (assista abaixo).

“Temos informações de que querem matar ele (sic) na cadeia, querem queimar o arquivo. O Adail Carneiro hoje é um dos arquivos mais preciosos para vomitar um dos maiores esquemas de corrupção dentro da política do estado do Ceará.”

Segundo o vereador, “nos próximos dias esse homem vai entregar um dos maiores esquemas criminosos de desvio de dinheiro público e, se não tirarem ele (sic) daqui, vão matá-lo”.

Leia mais: A revista que fiscaliza TODOS os poderes e conta com os melhores colunistas do Brasil.
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 14 comentários
TOPO