Senador diz que pesquisas viraram "negócio, manipulação pura"

Senador diz que pesquisas viraram “negócio, manipulação pura”
Foto: Geraldo Magela/Agência Senado

Em Fortaleza, na véspera do pleito, na noite do último sábado, o Ibope trazia uma liderança de José Sarto (PDT), candidato dos irmãos Gomes, sobre Capitão Wagner (PROS) muito superior à que se verificou na realidade. No levantamento, o pedetista vencia por 61% a 39% dos votos válidos; na urna, o resultado final foi muito mais apertado (51,69% a 48,31%).

O senador Eduardo Girão (Pros), que coordenou a campanha de Wagner, lamentou:

“É muito triste. É um negócio que virou piada. A gente tem que acabar com isso, o Congresso tem que fazer alguma coisa em relação a essas divulgações de pesquisas, principalmente na véspera. Virou um negócio, uma manipulação pura.”

Girão acrescentou que o candidato do Pros enfrentou “a oligarquia, a máquina da prefeitura, do estado, da Câmara Municipal, da Assembleia Legislativa e uma ‘invasão’ de prefeitos aliados do PDT nos últimos dias”.

Leia aqui sobre outras pesquisas que foram furadas.

Em Porto Alegre, o deputado Alceu Moreira (MDB) também questionou o desempenho das pesquisas. Mais cedo, em entrevista à Rádio Gaúcha, a CEO do Ibope pediu desculpas aos porto-alegrenses.

Leia mais: A revista que fiscaliza TODOS os poderes e conta com os melhores colunistas do Brasil.
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 18 comentários
TOPO