Senador diz que querem "excluir o debate" com sessões remotas no pós-pandemia

Senador diz que querem “excluir o debate” com sessões remotas no pós-pandemia
Foto: Geraldo Magela/Agência Senado

Como noticiamos mais cedo, a nota de Antonio Anastasia (PSD) defendendo a proposta de sessões remotas no Senado mesmo após o fim da pandemia da Covid-19 não esfriou os ânimos nos bastidores sobre esse assunto.

O senador Eduardo Girão (Podemos), disse a O Antagonista que “o que eles querem com isso é apenas uma coisa: excluir o debate, ‘tirar de tempo’ a opinião pública”.

“Todo cuidado é pouco com a exclusão desse debate, o que invariavelmente acontece em sessões remotas. Nada como as sessões presenciais, inclusive as audiências públicas, para aprimorar propostas e detectar artimanhas.”

De fato, na pandemia, com as sessões 100% remotas, somente alguns poucos líderes conduziram a pauta e comandaram as votações no Congresso.

Leia mais: Quem acredita em “vacina do Doria” ou “vacina do Bolsonaro” precisa abrir os olhos.
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 4 comentários
TOPO