Senador pede ao TCU que cobre valores gastos com a farra das passagens no STF

O senador Jorge Kajuru (PSB) acaba de protocolar no TCU um ofício em que pede ao tribunal de contas que adote providências para que haja o devido ressarcimento aos cofres públicos dos valores gastos com a farra das passagens no STF.

O Antagonista teve acesso ao documento em primeira mão — clique aqui para ler a íntegra.

“Embora a Suprema Corte já tenha se manifestado e revogado as cotas de seu regimento interno, defendo que seja necessário adotar providências relativas às passagens já adquiridas e que deram prejuízo aos cofres públicos. Portanto, nada mais justo que se providencie, no mínimo, o devido ressarcimento dos valores, com a devida correção”, defende o parlamentar.

“Nada mais justo que se providencie o devido ressarcimento dos valores, com a devida correção”, acrescenta.

Na última quarta-feira, após uma série de publicações sobre o assunto neste site (veja aqui e aqui), os ministros do TCU colocaram um freio na farra das passagens, determinando que o Supremo não emita mais bilhetes para viagens alheias às atividades dos ministros e orientaram a corte a dar ampla publicidade a esses gastos.

Em processo que, sem explicação, se arrastou por quase seis anos no TCU, auditores descobriram que a farra incluía até emissão de passagens para mulheres de ministros em voos internacionais, na primeira classe.

O caso seria apreciado, inicialmente, em sessão secreta, mas após as notícias deste site, o relator, Raimundo Carreiro, retirou o sigilo.

LULA LIVRE E MORO SUSPEITO: SERÁ ASSIM NO STF? SAIBA MAIS AQUI
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO