Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Senador petista diz que Lula "entrou bem" na disputa de 2022

Senador petista diz que Lula “entrou bem” na disputa de 2022
Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado

O senador Paulo Paim, do PT do Rio Grande do Sul, disse a O Antagonista que Lula “entrou bem” no jogo político para 2022.

Antes do pronunciamento dele, eu esperava que ele entrasse como um estadista, porque o Brasil está precisando de um estadista. E foi isso que ele fez, ele entrou bem, querendo olhar para o todo. Ele entrou no tabuleiro de novo com aquele pronunciamento, é inegável.”

Perguntamos ao senador — um dos mais críticos dentro do seu partido — se ele acredita que Lula conseguiria superar a barreira do antipetismo.

“Eu entendo que sim. A partir dessa decisão do Edson Fachin, a população vê o processo [na Lava Jato] como viciado, tendencioso. Passa para a população a ideia de injustiça. É inegável que ele vai ter um potencial, todo mundo sabe disso.”

Fachin, não custa lembrar, não absolveu o condenado Lula — reveja aqui. E leia a reportagem de capa da nova edição da Crusoé.

Sobre as cobranças — de gente da própria esquerda — para que Lula admita “erros do passado”, Paim comentou assim:

“Temos que olhar para frente. O Brasil precisa de estadista neste momento. Estamos em um estado de guerra, há um desespero no país. O Lula deve aglutinar setores de forma ampla. Se ele conseguir puxar o centro, seria o ideal. Se não, ficaremos em um embate final com três posições bem definidas: Lula, alguma coisa no centro e o Bolsonaro.”

Leia mais: Enquanto Brasília faz tudo errado, a Crusoé continuará fazendo o certo: fiscalizando o poder.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO